Cláudia lança Selo de Identificação de Origem

Cláudia lança Selo de Identificação de Origem

Os produtores interessados podem procurar a Seder para participar.

Os produtos de origem animal e vegetal produzidos em Cláudia passam a ser identificados com um selo de origem. A iniciativa da Prefeitura Municipal por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Rural vem com objetivo da certificação de boa procedência e da valorização da produção da agricultura familiar.

“Trabalhamos à mais de um ano para implantar o selo de Origem em Cláudia, agora o produtor da agricultura familiar conta com mais este auxílio para levar seu produto para o mercado. Estamos com nossos técnicos a disposição para auxiliar em todo processo”, frisou o secretário de Desenvolvimento Econômico Rural, Edson Moreira.

O pré-lançamento do projeto foi realizado na propriedade modelo do produtor Luiz Andreazza e contou com a participação dos produtores rurais, Empaer, Seder, Semsa, vigilância sanitária, secretários, vereadores, prefeito e vice-prefeito.

“Hoje estamos dando os primeiros passos e juntamente com os produtores queremos colocar a agricultura familiar do nosso município como exemplo no estado. Confiamos na capacidade do homem do campo e o selo de origem de Cláudia demonstra a qualidade destes produtos”, destacou o prefeito Altamir Kurten.

Segundo o produtor Luiz Andreazza que trabalha com derivados do leite no município, na qual o projeto foi iniciado em sua propriedade rural, hoje com este selo será possível que mais portas sejam abertas para comercializar os produtos.

“É com grande felicidade que coloquei minha propriedade a disposição do projeto, sei o quanto ele será importante para os pequenos produtores e a agricultura familiar. Ter um selo de origem que diferencie o seu produto dos demais demonstrando que temos procedência e qualidade é muito gratificante pra gente”, enfatizou.

O projeto Selo de Origem conta com a parceria da Empaer-MT de Cláudia e da Secretaria de Saúde por meio da Vigilância Sanitária que auxiliam nas orientações aos produtores.

Para Rogério Leschewitz, agente técnico da Empaer-MT, a implantação do selo vem a caracterizar a produção da agricultura familiar. “Todo trabalho feito com carinho e atenção pelo pequeno produtor começa ser valorizado. Desta maneira com o selo é possível diferenciar que o produto é feito no município e de boa qualidade”, ressaltou.

De acordo com Edson Domingos Catarino, coordenador de endemias, este trabalho em conjunto fortalece o crescimento na produção seguindo as normas de segurança alimentar.

“Juntamente com a veterinária da Seder, a equipe da Vigilância do município, vai fiscalizar e orientar os produtores para que o consumidor final tenha a tranquilidade de adquirir um produto com procedência”, explicou.

Os produtores interessados em participaram do selo de origem devem procurar a sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Rural (Seder) localizada na Avenida Juscelino Kubitschek das 07h00 às 13h00. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone (66) 3546-2459.

O que é o Selo de Origem

É um certificado dado aos produtores para formalizar a produção das pequenas agroindústrias do município. Visa estimular a comercialização de produtos com maior segurança sanitária e de qualidade.

Vantagens

Produzir alimentos com certificação onde a formalização dos estabelecimentos agroindustriais possibilitará a inspeção dos produtos nos comércios do município. Agregar valor aos produtos agropecuários produzidos em pequena escala promovendo desenvolvimento sustentável.E garantir segurança alimentar e nutricional dos consumidores.

Passo a passo do Selo

Há cerca de um ano e dois meses, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Rural (Seder) iniciou os trabalhos para buscar a regularização do Selo de Origem no município de Cláudia. Neste este período o estudo da legislação sanitária foi realizado para formalizar a lei que regulamentaria o selo.

Visitas técnicas com os produtores de Cláudia foram realizadas em Lucas do Rio Verde para conhecer a realidade do funcionamento do selo e sanar dúvidas com outros produtores que já aderiram a um selo de origem.Aprovação da Lei Ordinária n° 700 de 03 de janeiro de 2018 na Câmara Municipal. E a realização do pré-lançamento do Selo de Origem de Cláudia na propriedade modelo.

Produtos inclusos no Selo de Origem

Produtos apícolas, ovos, frutas, cereais, derivados de leite, carne e peixe, microorganismos, raízes e tubérculos, e caules, folhas e flores. Os produtos devem ser processados ou manipulados para obter o selo.

 Por: Henrique Basinski/Assessoria