Ervas daninhas podem melhorar produção de grãos

Ervas daninhas podem melhorar produção de grãos

Um novo conceito de manejo e produção sustentável, conhecido como Paisagens Naturais, está ganhando força na Europa e na Argentina por utilizar um manejo consciente de pragas e ervas daninhas para melhorar a produção de grãos. Na fazenda "El Manantial", onde os produtores trabalham em conjunto com a Syngenta nestes sistemas, três tipos diferentes de maneiras de estimular as espécies nativas de polinizadores podem ser observados. 

Nesse cenário, a observação está ocorrendo por meio de espécies de plantas silvestres, culturas de cobertura e florestas ou retiros, que ajudam a aninhar as espécies polinizadoras. De acordo com a Syngenta, os benefícios d prática inovadora na América do Sul são inúmeros, já que permite que a biodiversidade seja mantida ao mesmo tempo em que a produtividade aumenta. 

“Em nosso país, as mudanças associadas à intensificação agrícola promoveram a substituição de pastagens por culturas anuais. Como consequência, as paisagens rurais foram homogeneizadas, o que resultou na perda de habitats para a vida selvagem e na redução da biodiversidade. Sistemas biológicos menos diversos são menos estáveis e duráveis ao longo do tempo e, portanto, fornecem menos serviços ecossistêmicos para a agricultura, em comparação com sistemas biológicos mais diversos”, diz a empresa. 

A empresa afirma ainda que os serviços ecossistêmicos são os benefícios que a natureza proporciona à sociedade. “A presença de animais e plantas silvestres nos agroecossistemas fornece serviços tanto ao meio ambiente quanto aos produtores”, indica. 

Entre os muitos serviços que afetam direta e indiretamente os níveis de produtividade agrícola é possível citar a polinização, o controle natural de pragas que ocorre através da predação e a conscientização que ocorre na atitude dos produtores em trabalharem com manejo sustentável. 

Por: AGROLINK -Leonardo Gottems/Foto DP.