Fertilizantes Tocantins inaugura 5ª fábrica no Brasil

Fertilizantes Tocantins inaugura 5ª fábrica no Brasil

Um dos maiores desafios enfrentados pelos produtores rurais brasileiros, a dificuldade de logística deve ser minimizada na região Norte de Mato Grosso, referência na produção de grãos, com a inauguração da 5ª fábrica da Fertilizantes Tocantins. Essa é a avaliação dos próprios produtores feita durante o evento que ocorreu na última quinta-feira, 24, por entenderam que com a nova unidade a aquisição do insumo será mais ágil. “É uma empresa que vai atender o arco Norte, melhorando a logística. Acredito que só temos a ganhar”. A afirmação é do produtor rural do município de Sorriso-MT, Nadir Sucolotti.

O produtor Nery José Chiarelli lembrou a facilidade de ter uma planta nas proximidades para o desenvolvimento da região. “Para os pequenos produtores que fazem compras diretamente no período de safra é excelente. Já os maiores produtores terão menor tempo de espera e a opção de fazer a compra direta na fábrica”, disse Chiarelli que possui fazendas em um raio de 100 km da nova unidade.

“Facilita a vida dos agricultores, dado que agora eles têm uma das maiores fábricas do Estado em uma região que sempre foi muito carente de infraestrutura”, afirmou o CEO da Fertilizantes Tocantins, José Eduardo Motta. “O produtor da região já viveu um passado que tinha que buscar fertilizante em Rondonópolis ou até em Paranaguá, demorava de 30 a 60 dias”, disse.

Neste ano, a empresa – que faturou R$ 1,3 bilhões em 2017 - iniciou pesquisas e desenvolvimento de produtos com novas tecnologias com o grupo controlador suíço EuroChem. A inauguração da fábrica em Sinop-MT reuniu representantes da cadeia produtiva, como produtores rurais, fornecedores de matéria-prima e transportadores de todo país. O diretor global de vendas e marketing da EuroChem e presidente do Conselho de Administração da Fertilizantes Tocantins, Terje Bakken, e a prefeita do município, Rosana Martinelli, estavam entre os presentes.

A Fertilizantes Tocantins será a única com unidades em três regiões estratégicas do Mato Grosso (Querência, Rondonópolis e Sinop). Para consolidar mercados na região Centro-Sul do País, a empresa também vai colocar em operação uma planta em Catalão (GO) em junho de 2018 e, posteriormente, em Araguari (MG).

“Com a entrada em operação das novas plantas, esperamos dobrar o faturamento em 2018 e estar entre as maiores empresas de fertilizantes do mercado nacional até 2021”, revela José Eduardo Motta. As inauguraçõessão parte do plano de expansão no mercado nacional iniciado em 2016 pela empresa, que ocupa, atualmente, o quinto lugar entre as líderes do segmento.

A localização da nova fábrica é estratégica, na rodovia MT-423 e a quatro quilômetros da BR-163José Eduardo Motta explica que, ao ser pioneira no município, a unidade auxiliará na expansão das áreas de agricultura que crescem em direção ao Pará.

Dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) estimam que, somente no Norte de Mato Grosso, 1 milhão de hectares devem ser transformados de pastagem em terreno agricultável. Os estudos apontam que o consumo no mercado mato-grossense pode chegar a 9 milhões de toneladas de fertilizantes em cinco anos, um incremento de 28%.

O diretor global de vendas e marketing da EuroChem, Terje Bakken, destacou o potencial da nova unidade para a região. “Estamos trazendo o que há de mais eficiente na agricultura mundial em uma fábrica com tecnologia de ponta para Mato Grosso e para o Brasil, que é uma grande potência com mercado crescente”, afirmou.

A nova fábrica possui dois equipamentos de produção, sendo um de elementos simples e outro de misturas e segue critérios rigorosos de qualidade. Foram investidos R$ 62,4 milhões para a construção da planta de 20.672 metros quadrados. “É uma fábrica concebida para novas tecnologias, preparada para produzir inclusive fertilizantes de eficiência aumentada, como a linha constituída por micronutrientes no grão (NPK Forte) e potássio de liberação gradual”, destaca o gerente de produtos, Tales Coelho. O maior diferencial da nova unidade é a capacidade estática de armazenamento com alto volume de estoque, 100 mil toneladas. Tem capacidade máxima para produzir 240 toneladas por hora e até 110 mil toneladas por mês.

Sobre a Fertilizantes Tocantins/ EuroChem

A Fertilizantes Tocantins se uniu ao grupo EuroChem permitindo sua expansão e maior participação no mercado brasileiro. grupo EuroChem é um dos maiores fabricantes de matéria-prima do mundo, sendo único produtor que agrega em seu portfólio as fontes de fertilizantes nitrogenados, fosfatados e potássicos.

Fonte:Pauta Pronta/Karol Garcia/Assessoria.