"Para ter lucro é preciso pensar em lucro, ter metas", alerta Miguel Cavalcanti

"Para ter lucro é preciso pensar em lucro, ter metas", alerta Miguel Cavalcanti

"Para ter lucro é preciso pensar em lucro, ter metas, gerenciar e melhorar". O alerta vem do  CEO do BeefPoint e do AgroTalento, Miguel Cavalcanti, um dos palestrantes deste segundo dia de Norte AgroShow, em Sinop. Miguel fechou a quinta-feira, 07 de junho, ministrando a palestra “Pecuária, como produzir mais, garantindo maior qualidade e rentabilidade” no Tatersal de Leilões do parque de exposições da Associação dos Criadores do Norte de Mato Grosso.

A um público formado por pecuaristas, agricultores, empresários do setor produtivo, estudantes de áreas diversas e população em geral, Cavalcanti lembrou que um dos grandes desafios da pecuária brasileira é inverter a visão histórica da atividade unicamente sob ótica do produzir, mas sem pensar no fator lucratividade. “Toda história, trabalho e foco do produtor há décadas e décadas é produzir e não ter resultado financeiro, lucrar. E todo o setor, como um todo, sempre foi focado em produzir como sinônimo de lucratividade”, alertou Cavalcanti.

O lucro ao qual o especialista se refere é a diferença entre o que se produziu na atividade e o quanto se gastou para produzir. "Você tem a questão de eficiência em produzir e também tem a questão da eficiência na compra e na venda porque o produtor esta exposto ao mercado”, falou Miguel Cavalcanti ao público.

A escolha da Norte AgroShow em abordar esta temática em seu penúltimo dia de atividades em Sinop foi estratégica. O Estado de Mato Grosso é, atualmente, o maior produtor de bovinos do país, possuindo um rebanho próximo de 29 milhões de animais. Neste sentido, promover a difusão de conhecimento e estimular o debate com pecuaristas foi a melhor maneira de instigá-los a refletirem sobre o atual foco implementado nas propriedades. E, ainda, que todo conhecimento venha a ser aplicado na prática. “Na pecuária de corte vejo muito esforço, mais trabalho que resultado. Muito mais trabalho que lucro. E quando não tem lucro, o que acontece?”, questionou Cavalcanti, em um dos momentos de interação com a plateia.

Como pontuou Miguel Cavalcanti, a lição de casa dos pecuaristas começa muito antes da criação dos animais nas fazendas. Engloba, por exemplo, posicionamentos  que imprimam uma mudança na visão dos negócios. “Você precisa de estratégia. Só olhar cotação e mercado futuro não resolve”, complementou ainda.

Pecuarista com negócios em Sinop há cerca de dez anos, Wilson Vendramini, concordou com as palavras do CEO do BeefPoint e do AgroTalento e disse sair do encontro com uma percepção diferenciada sobre seu negócio. Ele já sabe quais serão os próximos ajustes a serem realizados. “Devia ter escutado uma palestra desta antes, muito antes. Foi dez!”, asseverou o criador, aprovando, também, a grade de programação da Norte AgroShow. A feira segue até esta sexta-feira, 08 de junho.

 Fonte: Assessoria de Imprensa. FOTO: Jaime Júnior