Parceria viabiliza composto orgânico aos agricultores familiares de Lucas

Parceria viabiliza composto orgânico aos agricultores familiares de Lucas

Uma parceria entre a Prefeitura de Lucas do Rio Verde, a empresa FS Bioenergia e pequenos produtores, vai beneficiar centenas de famílias com composto orgânico. O convênio foi firmado na manhã desta quarta-feira (22), em uma chácara na Comunidade 30 de Novembro.

“Nossa gestão está buscando sempre fortalecendo a agricultura familiar e preocupados em fortalecer este setor com parcerias e com apoio. Entre os motivos está a importância do pequeno produtor para a nossa merenda escolar, já que cerca de 70% dos produtos utilizados na merenda são oriundos dos nossos agricultores familiares. É uma parceria ganha-ganha, mas principalmente para os produtores, que vão uma terra com muito mais nutrientes”, evidenciou o prefeito Luiz Binotti.

De acordo com o gerente comercial e logística da FS, Daniel Pereira, o material, que tem a proposta de deixar o solo mais fértil, é um composto orgânico com nutrientes que vão agregar a produtividade dos agricultores. “Nós temos esse produto que sai da nossa caldeira, oriundo de cavaco, é um composto orgânico rico em potássio, cálcio e fósforo, com garantia de um solo mais fértil e que realmente agregue para a produtividade deles. O objetivo deste projeto é fomentar a agricultura familiar e a FS preza pela sustentabilidade e crescimento desses produtores”, explicou.

No projeto, a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente vai cadastrar cerca de 200 agricultores das comunidades Cedro, Quatá e 30 de Novembro e também outras chácaras no entorno do município e o material será destinado conforme a necessidade. “Essa é uma grande parceria que vai oportunizar aos agricultores familiares material orgânico oriundo das caldeiras da empresa, sem custo, nem com produto nem com transporte. A FS está assumindo praticamente todos os custo e eu quero agradecer a empresa que tem dado apoio também ao agricultor familiar do nosso município. Cabe a prefeitura direcionar às propriedades e dar o suporte ao agricultor em como utilizar corretamente o material na plantação”, comentou o secretário Márcio Albieri.

Para o agricultor Vital Baran, que trabalha há quase 10 anos na produção de hortaliças, o composto vai auxiliar na adubação do solo e, consequentemente, na melhoria da qualidade dos legumes e verduras. “É louvável essa iniciativa, é sempre bem-vinda qualquer ajuda, e a gente necessita porque hoje a matéria orgânica está muito escassa. Na produção dos hortifrúti vamos sempre mudando os tipos de materiais na adubação do solo para melhorar a produtividade, melhorar a qualidade dos produtos”, destacou.

Por Carolina Matter/Jornalista