Solo fértil: Trincheira mostra raiz do algodão a 2,80 m de profundidade

Solo fértil: Trincheira mostra raiz do algodão a 2,80 m de profundidade

As fazendas do grupo SLC, em Cristalina (GO), devem alcançar uma produtividade de até 400@ por hectare na atual safra de algodão. Em área de cerrado, a alta produtividade se deve ao aprofundamento do perfil no solo, fruto de um trabalho que vem sendo realizado há 20 anos.

O engenheiro agrônomo Márcio Silveira, responsável pela área, demonstrou ao Notícias Agrícolas uma trincheira que destaca o perfil de 2,80m de profundidade, com solo altamente fértil. Antes, o máximo que esse solo alcançava era 10cm de fertilidade.

Desta forma, nutrientes fundamentais para a planta, como cálcio e magnésio, são encontrados em profundidade. Silveira lembra que técnicas como rotação de culturas, plantio direto, manejo adequado e plantas de cobertura são fundamentais para que esse perfil seja construído.

A região possui vários problemas de veranico. Contudo, com o solo construído, a produtividade não é afetada pelas intempéries climáticas.

Silveira não esconde a felicidade diante da construção de um "solo equilibrado, herança para futuras gerações". "É igual fazer um gol em final de Copa do Mundo", define, observando a trincheira.

Por: João Batista Olivi e Izadora Pimenta/Notícias Agrícolas,