Sine Sinop discute desafios e cenários do mercado de trabalho com estudantes

Sine Sinop discute desafios e cenários do mercado de trabalho com estudantes

Olhares atentos a cada nova informação. Em pauta, questões como o mercado de trabalho, primeiro emprego, documentações e exigências despertam a atenção de adolescentes de diferentes idades da escola estadual Zeni Vieira, em Sinop. A rodada de palestras promovida pelo Sistema Nacional de Empregos (SINE) de Sinop e parceiros chegou, na quinta-feira, 26/09, à unidade educativa. A agenda compõe uma programação especial realizada pelo órgão neste mês de aniversário da cidade e tem como foco despertar a consciência do desenvolvimento pessoal e preparar os estudantes para alavancar frente ao mercado de trabalho.

"Uma coisa a mais pra gente, pois não sabia nada do que estava falando agora. É uma visão do que você irá ter do mercado de trabalho. Acho importante", expressou Abner dos Reis, 14 anos, enquanto acompanhava as discussões. 

Atenta à cada orientação, a estudante Barbara Sartori, 15 anos, lembrou que a formação serve como um preparativo para quem também almeja uma colocação profissional. "São coisas que temos que ter conhecimento, pois estamos saindo do ensino fundamental para entrar no médio e acho um assunto importante", destacou. 

Abner e Bárbara podem não saber, mas com as idades que possuem já são candidatos ao mercado de trabalho, aspirando por uma das vagas de aprendizes nas empresas que realizam essa modalidade de contratação. Neste sentido, levar orientações, inclusive sobre essa questão, é uma forma de gerar conhecimento, como destaca a coordenadora do Sine Sinop, Débora Malagutti.

"O Sine vem crescendo e criando parcerias. Exemplo disso é esse projeto que estamos fazendo no decorrer de setembro. Realmente, dá esse start para esses jovens que estão em busca do primeiro emprego porque é através daí que eles vão entender o que o mercado está buscando", aponta. 

No quesito mercado de trabalho, Sinop vem registrando um momento favorável. Só no acumulado de janeiro a agosto foram criadas 2.364 mil novas vagas com carteira assinada, decorrentes do saldo gerado entre as 18.255 admissões e as 15.891 demissões. No entanto, embora o momento se mostre positivo, é preciso estar atento cada vez mais às novas exigências. "O que se tem feito básico não serve mais. O mercado está buscando aquele diferencial e é através da qualificação profissional que se vai buscar isso", pontua Débora. 

Isto porque, como lembra Malagutti, há vagas disponíveis, sendo ofertadas por indústrias e comércio em geral, como também muitas pessoas à procura de um trabalho. No entanto, as contratações deixam de serem realizadas devido à falta de mão de obra especializada ou capacitação profissional. Dado a isso, as palestras ofertadas por profissionais da área de RH, economia, psicologia e consultor de carreira buscam suprir essa lacuna por informações.
  
As escolas beneficiadas pelo projeto incluem a Pissinati Guerra, Edeli Montovani, Cleufa Hubner, Silva Freire, Bom Jardim, Rosa dos Ventos, Nossa Senhora de Lurdes, Enio Pipino, Renee Menezes, São Vicente de Paula e Zeni Viera.

Em Sinop, onde acompanhou a agenda desta quinta-feira com o Sine Sinop, a coordenadora estadual do Sine Mato Grosso, Simone Rodrigues, falou sobre a importância do trabalho. "Extremamente importante. É um projeto muito bacana, voltado para esse mundo jovem, pois é um público que precisa desse cuidado, precisa de um atendimento especializado, um atendimento mais específico, pois são jovens a partir dos 14 anos e que já podem entrar no mercado de trabalho na modalidade aprendiz. Além de trazer as tendências de mercado, começa a preparar eles para o mundo do trabalho. Orientar eles quanto à documentação, emissão da carteira de trabalho é extremamente importante", avaliou.

A programação de palestras ainda chegará à escola Pissinati, em 02/10, às 09:30, e finalizará na escola Renee, em 04/10, às 09:30 e às 13:30.
 
Fonte:prefeitura de Sinop/Assessoria