Abate de frangos tem elevação e chega a 1,47 bilhão de cabeças

Abate de frangos tem elevação e chega a 1,47 bilhão de cabeças

O 3º trimestre de 2017 fechou com o abate de 1,47 bilhão de cabeças de frangos, que representaram um aumento de 3,3% em relação ao trimestre anterior e de 0,1% na comparação com o mesmo período de 2016. As informações foram divulgadas na quinta-feira (14/12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo os dados da pesquisa, o abate das 2,07 milhões de cabeças de frangos foi determinado pelo aumento no abate em 11 das 25 unidades da federação participantes da pesquisa.

De acordo com o levantamento, entre os Estados com participação acima de 1,0% estão: São Paulo (+12,19 milhões de cabeças), Rio Grande do Sul (+10,80 milhões de cabeças), Goiás (+6,60 milhões de cabeças), Mato Grosso do Sul (+2,23 milhões de cabeças) e Paraná (+905,75 mil cabeças).

As principais reduções no abate de frangos foram registradas em: Mato Grosso (-22,58 milhões de cabeças) Minas Gerais (-6,55 milhões de cabeças), Santa Catarina (-1,51 milhões de cabeças) e Distrito Federal (-4,03 milhões de cabeças).

O IBGE relatou ainda que o Paraná continua liderando os abates de frangos, com 31,5% da participação nacional. O Estado é seguido por Santa Catarina (15,0%) e Rio Grande do Sul (15,0%).

Por Avicultura Industrial.