Exportações de frango devem aumentar para o ano que vem

Exportações de frango devem aumentar para o ano que vem

As exportações de carne de frango brasileira devem aumentar para o ano de 2019 depois de um período conturbado onde o País sofreu diversas restrições de vários países diferentes. De acordo com o relatório de expectativas do agronegócio brasileiro ara 2019, realizado pelo Rabobank, os principais compradores não irão desistir do produto. 

“Em 2019, no entanto, a expectativa é de que as exportações brasileiras de frango se recuperem, compensando a queda registrada em 2018. Mesmo após os desafios registrados, a Arábia Saudita e a China, provavelmente, continuarão como os principais destinos do produto brasileiro. Vale destacar que as exportações brasileiras devem ser menos impactadas pelos novos padrões solicitados pela Arábia Saudita no abate halal, já que os ajustes estão sendo realizados. Com isso, em 2019, as exportações devem novamente se aproximar dos níveis de 2017”, diz o texto.  

Segundo os dados do Rabobank, o Brasil é o maior exportador de carne de frango do mundo, tendo como principais destinos para as vendas a China e a Arábia Saudita. Nesse cenário, as exportações brasileiras de frango recuaram cerca de 8% em volume entre janeiro e outubro de 2018. Apesar de alguma recuperação ser esperada para os últimos meses do ano, o saldo ainda deve ser negativo quando comparado ao ano anterior. 

“Em relação à indústria de frango, a recuperação continuada do consumo interno – em um cenário de oferta ajustada – somada à maior disponibilidade prevista de grãos para a produção de ração animal, deve trazer um ambiente mais favorável para as margens do setor. De toda forma, o desempenho das exportações continuará determinante para a disponibilidade e a precificação do frango no mercado local”, conclui. 

 Por: AGROLINK -Leonardo Gottems/Foto Safras & Mercados