Preço do açúcar cai mais uma vez e rompe barreira dos 15 cts/lb em Nova York

Preço do açúcar cai mais uma vez e rompe barreira dos 15 cts/lb em Nova York

Os preços do açúcar caíram mais uma vez no mercado externo. Na bolsa de Nova York, o vencimento julho/17 registrou queda de 15 pontos, fechando o último pregão de maio em 14.87 centavos de dólar por libra-peso. Na tela outubro/17, a queda também foi de 15 pontos, com contratos firmados em 15.13 centavos de dólar por libra-peso. Os demais contratos caíram entre 14 e 16 pontos.

Segundo um informativo disponibilizado pela CMA, os dados de colheita da região Centro-Sul, o câmbio e a questão da crise política brasileira ainda refletem nos preços do açúcar. "Além disso tudo as chuvas de monções na Ásia colaboram para as perspectivas positivas de recuperação dos canaviais da região, o que coloca ainda mais pressão de baixa sobre os preços do açúcar. Até alguma reviravolta maior, o mercado tende a continuar em baixa no decorrer desta semana", destacou o informativo.

O mês de maio também terminou com os preços desvalorizados em Londres. No lote agosto/17, a commodity sofreu queda de 3,60 dólares, fechando negócios em US$ 434,80 a tonelada. Na tela outubro/17, o açúcar foi comercializado a US$ 419,90 a tonelada, retração de 3,40 dólares. Os demais vencimentos caíram entre 2,90 e 3,50 dólares.

Mercado doméstico

No Brasil, os preços do açúcar caíram mais uma vez também, de acordo com os números registrados pelo Cepea/Esalq, da USP. Ontem, a saca de 50 quilos do tipo cristal foi vendida a R$ 77,71, desvalorização de 0,01% em relação ao dia anterior.

Etanol

O etanol hidratado caiu pela sexta vez seguida no mercado paulista. Segundo o marcador da Esalq/BVMF, ontem (31), o biocombustível foi comercializado a R$ 1.417,00, queda de 0,67% no comparativo com a véspera.

Por: UDOP - UNIÃO DOS PRODUTORES DE BIOENERGIA.