Sicredi libera mais de R$ 40 mi em crédito para projetos de energia solar

Sicredi libera mais de R$ 40 mi em crédito para projetos de energia solar

Um montante de R$ 40,602 milhões foi liberado pela Central Sicredi Centro Norte em projetos de energia solar. O volume supera em 2.329% os R$ 1,671 milhão liberados no mesmo mês em 2018. O resultado mostra o crescimento da busca pela produção de energia sustentável.

De acordo com o Sicredi Centro Norte, que abrange os estados de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre, dentro desses s R$ 40,602 milhões, as empresas contrataram R$ 27,526 milhões (67,8%), as pessoas físicas urbanas contrataram R$ 7,274 milhões (18%) e os produtores rurais R$ 5,802 milhões (14,2%). Ainda conforme o Sicredi, o saldo registrado em carteira corresponde a 567 operações, contratadas por associados que viram a oportunidade de investir em um projeto energético que trará economia ao longo de pelo menos 20 anos.

“A energia solar é uma tendência e daqui pra frente a perspectiva é só aumentar e o Sicredi está à disposição dos associados para financiar esses projetos com taxas justas”, explica o gerente de Ciclo de Crédito da Central Sicredi Centro Norte, Fábio Antunes, o porquê do crescimento expressivo registrado na carteira de crédito para o financiamento de projetos de energia solar da instituição financeira cooperativa.

Um fator que auxiliou para o crescimento verificado em um ano foram as parcerias firmadas com entidades representativas de setores empresariais para fomentar a divulgação da linha de crédito, como a feita com a Federação das Indústrias de Mato Grosso, no Programa de Energia Sustentável da Indústria (Pesi).

O gerente de Ciclo de Crédito da Central Sicredi Centro Norte acrescenta que as cooperativas também realizam campanhas para divulgação da linha de crédito e oferecem condições especiais na contratação. Ele ressalta que o valor emprestado depende do projeto de energia solar que ele vai instalar. Nessas operações, a taxa de juros média é de 1,16% ao mês com prazo de pagamento de até 120 meses.

 Por Viviane Petroli/Jornalista Mato Grosso Agro      Foto:DP

*Com assessoria de imprensa Central Sicredi Centro Norte.