Informação que radares multam 50 metros antes é falsa

Informação que radares multam 50 metros antes é falsa

Os radares instalados na cidade de Sinop registram a velocidade dos motoristas 50 metros antes e 50 metros depois do ponto em que foram estabelecidos. Essa foi a informação que começou a circular hoje, terça-feira (8), na redes sociais. Em uma das mensagens compartilhadas, em áudio, um locutor local afirma que conversou com um dos agentes da Guarda de Trânsito, e ele teria confirmado a versão. Mas a informação é falsa!

É o que afirma o secretário de Trânsito de Sinop, Roberto Trevisan. Segundo ele, os equipamentos instalados pela empresa Serget de fato são de última geração e fazem a aferição da velocidade por laser – como dizia no áudio. Mas as distâncias em que esses equipamentos atuam estão totalmente erradas.

Segundo Trevisan, os radares tem uma zona restrita de monitoramento, de 14 à 20 metros a partir do local em que estão instalados. “A recomendação que estamos repassando aos motoristas é que considerem uma zona de segurança de 25 metros a partir do local onde está o radar”, explicou Trevisan.

Quanto aos radares registrarem o condutor antes, o secretário disse que é “fantasia”. Trevisan explicou que os equipamentos seguem as normas do Código Nacional de Trânsito e são devidamente aferidos pelo Inmetro. A lei em vigor estabelece que o ponto de monitoramento será de 14 metros a partir do local onde está instalado o radar. “Mesmo que o equipamento estivesse programado para monitorar a velocidade antes do ponto, essa multa não teria validade”, completou o secretário.

A recomendação geral, para um trânsito mais seguro, é que os condutores dirijam com prudência em todo perímetro urbano, sem exceder a velocidade e que evitem freadas bruscas, próximos aos pontos de monitoramento. Os locais definidos pela secretaria de Trânsito para receber os radares são considerados pontos com risco de acidente e, como tal, a recomendação é transitar em baixa velocidade.

Fonte:GCNoticias/Jamerson Miléski       Foto:GCNoticias