Adenilson cobra agilidade no funcionamento do SAMU 192 em Sinop

Adenilson cobra agilidade no funcionamento do SAMU 192 em Sinop

No uso do pequeno expediente durante a 31ª Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Sinop, o vereador Adenilson Rocha cobrou a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência na cidade de Sinop.

Rocha cobra uma posição do Governo Municipal. “Precisamos urgentemente da implantação do serviço em nossa cidade. Sinop tem elevado número de acidentes de trânsito e outras situações de emergência, sendo insuficiente para atender a demanda os serviços de resgate dos bombeiros. 4ª maior cidade do Estado, com aproximadamente 150 mil habitantes, o único serviço de primeiros socorros prestados está a cargo do 4º Batalhão de Bombeiros Militar”, comentou Rocha.

O vereador ressalta que as duas ambulâncias foram adquiridas em dezembro de 2011. “O Ministério da Saúde disponibilizou duas ambulâncias equipadas para implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para nossa cidade. As duas ambulâncias foram avaliadas em R$ 219 mil, com mais R$ 121 de equipamentos. São usadas para transporte de pacientes apenas”, relatou Adenilson.

Em 2017 o juiz da 6ª Vara Cível, Mirko Vincenzo Giannotte, concedeu liminar na ação civil pública movida pelo promotor de Justiça, Pompílio Paulo Azevedo Silva Neto, cobrando o Estado e prefeitura a instalação e funcionamento o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), no município. Porém, o magistrado não determinou prazo específico para que o serviço seja implantado e até então o serviço não funciona no município.

O Samu é um serviço destinado a todos os municípios, que faz parte de uma rede de atenção às urgências integrada e regionalizada, permitindo um atendimento qualificado à população em situações de urgência e emergência no ambiente pré-hospitalar de maneira ininterrupta, 24 horas por dia, sete dias por semana e com uma equipe completa de profissionais.

Por Marcos Silva/Assessoria