Carlos Fávaro pede exoneração de cargo no governo para concorrer vaga de senador

Carlos Fávaro pede exoneração de cargo no governo para concorrer vaga de senador

O empresário Carlos Fávaro pediu a exoneração do cargo de chefe do Escritório de Representação de Mato Grosso (Ermat), em Brasília, para concorrer ao Senado, na eleição suplementar que será realizada no dia 26 de abril.

Fávaro estava no cargo há 13 meses. Ele disputou a eleição ao Senado em 2018 e ficou em terceiro lugar. Depois da cassação da senadora Selma Arruda (Podemos), ele entrou com um pedido da Justiça para assumir a vaga e o Supremo Tribunal Federal (STF) deu uma decisão favorável a ele.

Mas, para ele assumir, é preciso que o Senado declare a vacância do cargo, o que ainda não aconteceu. Selma Arruda foi cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em 10 de dezembro de 2019, por caixa 2 e abuso de poder econômico na campanha de 2018.

Fonte: G1 MT