Mauro Mendes e Jayme Campos, visitam Sinop como pré-candidatos

Mauro Mendes e Jayme Campos, visitam Sinop como pré-candidatos

Mauro Mendes, ex-prefeito de Cuiabá, Jayme Campos, ex-prefeito de Várzea Grande, Fábio Garcia, Deputado Federal, Dilmar Dal'Bosco, vereadores, prefeitos e correligionários do DEM da região, participaram na noite desta quarta-feira, de um grande encontro do partido, realizado no Centro de Eventos Dante de Oliveira em Sinop.

Mauro Mendes se apresentou como pré-candidato do DEM ao governo do estado. Ele disse que está preparado para mais esta missão. Lembrou que o estado passa por grave crise financeira e administrativa. Disse ainda que é preciso sanear as contas do governo sem pesar para os contribuintes. Investir na saúde será uma das suas prioridades, se eleito for. Questionado sobre as críticas que vai receber como candidato, disse que está preparado para isso. Que na vida pública a pessoa está propícia a receber críticas.

Jayme Campos, comentou que ainda é cedo para deixar a vida pública e que está preparado para enfrentar mais este desafio. Jayme Campos é pré-candidato ao Senado na chapa de Mauro Mendes.

O Deputado Federal Fábio Garcia, do PSB/MT, que acompanhou a comitiva de Mauro Mendes e Jayme Campos a Sinop, disse que a chapa, composta por Mauro Mendes, DEM, Jayme Campos, DEM e Otaviano Pivetta, PDT, que terão suas pré-candidaturas homologadas após a convenção do partido, têm tudo para conquistar o governo do estado. E que a caminhada pela conquista do voto do eleitor começa, de fato e de direito, após a homologação dos nomes dos candidatos pela Justiça Eleitoral. Mas que está fácil fazer a campanha já que o grupo tem boas propostas para o estado de Mato Grosso.

No dia 4 de agosto, o Partido Democratas de Mato Grosso irá oficializar seus candidatos ao governo, senado e deputados federais e estaduais. Nesse evento Mauro Mendes deve ser confirmado como candidato ao governo e Jayme Campos  ao Senado. 

Os partidos tem até o dia 5 de agosto para fazer a convenção e definir os candidatos e enviar para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Por Edenir Vieira/da Redação/Foto:24horasnews.