Presidente do Sindicato Rural Sinop pede apoio da Câmara Municipal

Presidente do Sindicato Rural Sinop pede apoio da Câmara Municipal

O Presidente da Câmara Municipal de Sinop Remídio Kuntz (PR), acompanhado do vereador Tony Lennon (MDB) e vereadora Professora Branca (PR), receberam na quinta-feira (23), a visita de membros do Sindicato Rural de Sinop.

Os produtores solicitaram apoio do Legislativo Municipal para que intercedam junto aos Deputados e Governo do Estado para que seja eliminada a cobrança do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (FETHAB) na cultura do Milho em Mato Grosso.

Para o milho o produtor passou a pagar R$ 8,33 por tonelada que for vendida para outros estados e outros países. Isso equivale a R$ 0,50 por saca do cereal. 

O  Presidente do Sindicato Ilson José Redivo, afirmou que a cobrança inviabiliza a plantação do milho, consideração que a safra tem baixa lucratividade.

“Esta cobrança não cabe na cultura do milho, a cada cinco safras plantadas e isso é histórico a gente ganha em duas e perde em três, então ela tem uma margem negativa em sua atividade. O Governo está aumentando o prejuízo na safra do Milho e não cabe ao Governo do Estado fazer esse tipo de coisa. Queremos o apoio dos vereadores da Câmara Municipal para que possamos juntos combater essa cobrança e não inviabilizar a plantação da cultura do milho em nosso estado.” Disse Ilson José Redivo - Presidente do Sindicato Rural de Sinop.

O Vereador Tony Lennon (MDB), alertou para a gravidade do assunto, levando em consideração que várias empresas de processamento de milho estão se instalando no Estado e com a taxação a plantação do milho pode ter queda e afetar essas empresas que estão vindo para Mato Grosso.

“Nós vamos sim para Capital participar desta reunião no dia 31 de maio, vamos apoiar os produtores de nossa região. O FETHAB vai arrecadar só em Sinop segundo nos informou o senhor Ilson, mais de R$ 6 milhões, se juntar com as cidades vizinhas da nossa micro região este valor vai para mais de R$ 20 milhões. Temos empresas como a EMPASA que veio pra Sinop e dependem do milho, vai gerar centenas de empregos diretos e indiretos, o Governo do Estado precisa ter responsabilidade para não inviabilizar esses empreendimentos que dependem do milho.” Disse o Ver. Tony Lennon (MDB).

Fonte:Câmara de Vereadores de Sinop/Assessoria