Vereador Dilmair Callegaro se posiciona contra a instalação dos controladores

Vereador Dilmair Callegaro se posiciona contra a instalação dos controladores

O vereador Dilmair Callegado, PSDB, disparou um video nas principais redes sociais, se posicionando contra a instalação dos controladores de trânsito hibridos e câmeras de monitoramento na cidade de Sinop. No video o vereador disse que a prefeita Rosana Martinelli anda na contramão da história ao encher a cidade com estes aparelhos, que visam penalizar os motorias e arrecadar mais dinheiro para os cofres da prefeitura.

Ao usar a tribuna da câmara Dilmair Callegaro disse que esse gasto é desnecessário e poderia ser aplicado em outros setores, como educação, transporte ou saúde. A Secretaria Municipal de Trânsito deve investir quase 10 milhões de reais na implantação da estrutura de monitoramento na cidade.

Por outro lado a prefeita Rosana Martinelli diz que a implantação do sistema de monitoramento é necessário. Que Sinop tem vias rápidas e largas onde muitas vezes a maioria dos motoristas abusam da velocidade causando acidentes com vitimas fatais.

Segundo dados da Secretaria Municipal de Trânsito, nos sete primeiros meses deste ano ocorreram em Sinop mais de 1.200 acidentes. Morreram 22 pessoas, sem contar com um alto número de vitimas lesionadas, com traumas superficiais, ou profundos com fraturas expostas. Hoje a frota da cidade de Sinop é de 118 mil veículos automotores.

Segundo o Secretario Municipal de Trânsito, Roberto Trevisan, nessa primeira etapa vão funcionar somente 12 controladores hibridos e câmeras de monitoramentos. Disse ainda que algumas mudanças significativas estão sendo feitas no traçado logistico do trânsito. Cruzamentos estão sendo interditados com canteiros e novas rotatórias estão sendo implantadas. Novos semáforos também ajudarão a controlar o fluxo de veículos no centro.

Na primeira etapa os controladores vão monitorar as seguintes ruas e avenidas:Jacarandás, Júlio Campos, Itaúbas, André Maggi, Dom Henrique, Ingás e Orquídeas.

No dia 28 o INMETRO deve fazer a aferição dos equipamentos. Em seguida vem uma campanha pedagógica de orientação por 30 dias. Em seguida os agentes de trânsito passarão a autuar ou multar os motoristas infratores.

O limite de velocidade nas avenidas principais será de 50 KM/hora, nas demais ruas, 40 KM/hora.

Por Edenir Vieira/Redação        Foto:Arquivo Câmara de Vereadores