Trilha guiada no Mãe Bonifácia proporciona conhecimento para estudantes

Trilha guiada no Mãe Bonifácia proporciona conhecimento para estudantes

Uma trilha guiada no Parque Estadual Mãe Bonifácia foi realizada pelo setor de Coordenadoria de Unidades de Conservação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) na segunda-feira (08.07), com estudantes da escola Municipal Aristotelino Alves Praieiro. A trilha guiada oferecida pela Sema é feita exclusivamente por agendamento prévio. As escolas ou grupos interessados podem se informar sobre o passeio pelos telefones 3613-7224 ou 3623-4965.

A proposta é que a atividade de educação ambiental seja oferecida às crianças e adolescentes de forma lúdica e didática, em uma trilha ao redor do Casarão do Parque. O percurso leva aproximadamente 40 minutos, com uma extensão total de 830 metros e quatro pontos de intercessão. A prioridade é para turmas de Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio da rede pública, mas colégios particulares ou outras instituições de ensino também podem se inscrever.

A trilha, guiada por servidores da Sema, começa com ações que estimulam sentidos e emoções com objetivo de desenvolver a percepção ambiental usando audição, olfato e tato. Depois segue para a ponte onde os guias estimulam os jovens a olharem para o córrego e perceberem ali os efeitos da ação humana sobre a natureza. Também faz parte do passeio uma explicação sobre ciclagem de nutrientes, que mostra como funciona o processo nos ambientes naturais.

A caminhada é precedida por uma pequena palestra de aproximadamente 15 minutos com discussão de temas ambientais de relevância atual e sobre as questões que serão abordadas ao longo do trajeto. A caminhada se encerra no local onde se encontra a estátua Mãe Bonifácia. Ali os estudantes aprendem um pouco da história da personagem que deu o nome ao Parque.

Paloma Santos, professora de educação física da escola Aristotelino Alves Praieiro, destacou que o passeio enrique o conteúdo trabalhado na escola sobre educação ambiental. “Para as crianças é um momento de estudo e de lazer. Os guias foram muito atenciosos e as crianças interagiram muito bem com eles, tornando o momento muito proveitoso. Muitas crianças nunca tinham feito a trilha, outras não conheciam o parque e foi uma ótima oportunidade para conhecer o local que é muito importante para a história de Cuiabá”.

Um dos guias da Sema, Francisco Paroli, que realiza o percurso junto com o também servidor Jurandi Arruda, ressaltou a importância do contato da população com o parque. “A  trilha era realizada há alguns anos e estamos retomando alguns serviços ao cidadão, não só a visita guiada das escolas mas também o centro de recepção à turistas no Casarão. Temos uma procura muito grande das escolas e estamos estruturando para atender esta demanda”.

O guia explica que a trilha desenvolve o contato com natureza por sentidos, silêncio e observação.  “As crianças são curiosas, perguntam e querem saber tudo. É importante essa percepção da ação humana no ambiente, esse contato com o córrego, esgoto, lixo para mostrar para os jovens que mesmo no ambiente natural a ação do homem pode ser muito ruim para o ciclo da natureza. A parte histórica e cultura desenvolvida também é importante. Muita gente não sabe quem foi Mãe Bonifácia, uma figura importantíssima na nossa história”.

As primeiras visitas fazem parte de um projeto piloto de recebimento de estudantes e turistas por uma equipe de educação ambiental. A intenção é que seja expandido para outros parques urbanos da capital e alguns parques estaduais do interior.

Por Renata Prata-Jornalista SEMA/MT      Foto:Assessoria