Caso de raiva bovina é confirmado na região de Alta Floresta

Caso de raiva bovina é confirmado na região de Alta Floresta

O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado Mato Grosso (Indea) confirmou a morte de um bovino por raiva no município na última sexta-feira (07). Outros três bezerros foram encontrados mortos, que também apresentavam os sinais da doença, eles eram criados em propriedades do setor Oeste, zona rural de Alta Floresta.


Incidências da doença não eram registradas em animais novos, a morte já confirmada com laudo laboratorial é de um bezerro de pouco mais de 30 dias de nascido. A raiva é transmitida pelo morcego hematófago, que se alimenta de sangue.A Coordenadoria do Indea informou que a preocupação com os casos é grande, pois a raiva é 100% letal, o rebanho precisa de até duas semanas após a vacinação para adquirir imunidade, neste período podem ocorrer mortes.


Para evitar a proliferação da raiva bovina, a vacinação deve ser antecipada, fechando um raio de 12 km em volta do foco, portando criadores de bovinos, eqüinos, caprinos e ovinos, mas regiões da 3ª, 4ª e 5ª Norte, na Vicinal do Espanhol, no fim da 3ª Oeste e 4ª, 5ª e 6ª Oeste, precisam imunizar seus animais.

Fonte:Nativa News/Redação     Foto:Portal Vida no Campo